TÍTULO ORIGINAL: Melodia Mortal
AUTOR: Pedro Bandeira
GÊNERO: Suspense
EDITORA: Fábrica 231
ANO DE LANÇAMENTO: 2017
NÚMERO DE PÁGINAS: 240

SINOPSESerá que Mozart foi assassinado por Salieri? Tchaikovsky morreu de cólera ou envenenamento? Chopin morreu mesmo tuberculoso? E Beethoven, foi vítima do alcoolismo? A resposta, ou, pelo menos, algumas hipóteses plausíveis para essas perguntas estão em Melodia mortal, estreia na ficção adulta de um dos maiores autores para o público juvenil do país. Escrito a quatro mãos por Pedro Bandeira com o médico Guido Carlos Levi, o livro examina, à luz dos conhecimentos da medicina contemporânea, os indícios possíveis sobre as mortes polêmicas de alguns grandes compositores da música clássica. E quem conduz a investigação é ninguém menos que Sherlock Holmes, auxiliado pelo seu fiel escudeiro, o doutor John H. Watson, que narra as aventuras do detetive na empreitada. Talvez não seja possível, tanto tempo depois, elucidar a causa dessas mortes que a medicina da época não foi capaz de precisar, mas a diversão é garantida neste romance cheio de teorias científicas e enigmas que formam um intricado quebra-cabeça, na tradição da melhor literatura policial.


Olá pessoal! Depois de uma semana sem publicar nada, aqui estou eu! Tenho lido bem devagar, o tempo está escasso e confesso que tenho andado com preguiça de ler... mas finalmente consegui finalizar essa leitura que durou 8 dias!!!!

Melodia Mortal é um livro de suspense que conta sobre as investigações de Sherlock Holmes e seus companheiro Dr. Watson, a respeito da morte de músicos famosos, que conta com seu grande poder de dedução. Por ser amante da música, Holmes tenta decifrar as reais causas das mortes de Chopin, Mozart, Beethoven, e outros grandes músicos. Muitos anos à frente, um grupo de médicos shorlockianos, fãs do detetive, se reúnem para analisar suas façanhas.




A ideia do livro me chamou muito a atenção mas, agora que finalizei sua leitura, sinto que não correspondeu às minhas expectativas. A história é divertida, a dupla Holmes/Watson sempre vem com suas tiradas inteligentes, mas as investigações não foram do jeito que eu imaginava. Na verdade, Sherlock Holmes, aproveitando outras investigações que iam surgindo, pegava o gancho e as ligava com algum dos músicos, conjecturando a respeito das possíveis causas de suas mortes. Então, de repente, a história vai para o ano de 2017, quando o grupo de médicos se reúne, sempre em comilança, e procuram chegar a uma conclusão sobre a causa da morte de determinado músico, de acordo com o que leram sobre o conto narrado por Watson. Tudo segue a mesma sequência, do primeiro ao sétimo capítulo.

A narrativa é ótima, o livro é divertido e possui muitos fatos históricos,  que o torna muito rico, mas, mesmo assim, me decepcionou.

Percebi que ultimamente não tenho amado tanto os livros que venho lendo... o que será que acontece?? rsrsrs Mesmo assim, fica a dica para quem é fã do detetive!

Beijos e até a próxima!!!!

2 Comentários

  1. Olá Rê!
    Adoro livros com essa pegada de investigação, eles são tão inteligentes e nos prendem até o final! Eu super te entendo quanto ao desânimo que às vezes bate. Mas procure livros que realmente te prendam e se um ou outro não forem tudo aquilo deixe-os para ler em outro momento... Já leu Raphael Montes? Você vai amar, vai por mim!
    Beijinho
    EVENTUAL OBRA DE FICÇÃO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não li Raphael Montes mas tenho 2 dele no celular. Vou ler em breve...
      bjs

      Excluir

Deixe seu comentário se gostou da postagem. Se não gostou, também pode deixar...