TÍTULO ORIGINAL: Frankenstein, or, The Modern Prometheus
AUTORA: Mary Shelley
GÊNERO: Terror
EDITORA: Darkside
ANO DE LANÇAMENTO: essa edição é de 2017
NÚMERO DE PÁGINAS: 304

SINOPSE (Darkside)Victor é um cientista que dedica a juventude e a saúde para descobrir como reanimar tecidos mortos e gerar vida artificialmente. O resultado de sua experiência, um monstro que o próprio Frankenstein considera uma aberração, ganha consciência, vontade, desejo, medo. Criador e criatura se enfrentam: são opostos e, de certa forma, iguais. Humanos! Eis a força descomunal de um grande texto.
Quando foi a última vez que você teve a chance de entrar em contato com a narrativa original desse que é um dos romances mais influentes dos últimos dois séculos? Que tal agora, na tradução de Márcia Xavier de Brito? Além disso, esta edição conta com quatro contos sobre a Imortalidade, em que Shelley continua a explorar os perigos e percalços daqueles que se arriscam à tentação de criar vida: “Valério: O Romano Reanimado”; “Roger Dodsworth: O Inglês Reanimado”; “Transformação”; e “O Imortal Mortal”, histórias pesquisadas e traduzidas por Carlos Primati, estudioso do gênero.
Frankenstein, ou o Prometeu Moderno é um dos primeiros lançamentos da coleção Medo Clássico — ao lado do volume de contos do mestre Edgar Allan Poe — no início de 2017. A qualidade do livro é impecável, para cientista maluco nenhum colocar defeito. Capa dura, novas traduções, ilustrações feitas por Pedro Franz, artista visual e autor de quadrinhos reconhecido internacionalmente. O livro é impresso em duas cores: preto e sangue. 
Reencontre Frankenstein de um jeito que só a primeira editora brasileira inteiramente dedicada ao terror e à fantasia poderia lançar. It’s alive!



Oi pessoal! E aí que eu resolvi me aventurar em um clássico que estava curiosa por ler há algum tempo. Alguém pode achar absurdo mas eu nunca assisti a nenhum filme nem havia tido contato nenhum com a história... pois é... mas não me julguem... nunca é tarde né??? E quando vi essa edição linda da Darkside ser lançada, vi aí uma ótima oportunidade de conhecer a história do Dr. Frankenstein.

Mary Shelley escreveu essa história por causa de seu marido, que a incitava entrar na vida literária, e devido a um desafio de amigos, onde cada um escreveria uma história baseada em algum acontecimento sobrenatural. Isso é contado nos prefácios à edição de 1818 e de 1831.

A obra narra o horror do Dr. Victor Frankenstein ao dar vida a um ser disforme criado com partes do corpo humano roubadas. A história começa a ser contada por meio de cartas escritas pelo Capitão Walton a sua irmã e, a partir de seus relatos, ficamos conhecendo o fascínio de Victor pelos mistérios da criação, até nos levar aos sacrifícios feitos por ele para enfim dar vida à sua criatura.




Em meio a linguagem rebuscada da época em que foi escrito, o leitor é levado a refletir sobre quem realmente é o monstro dessa história: a criatura repugnante ou seu criador que, movido pelo egoísmo, foi capaz de criar alguém que teria sentimentos e aspirações desconhecidos??? Esse é o ponto principal do livro sendo que o mais bacana é que a autora nos dá a oportunidade de conhecer os dois lados.

A edição trás também quatro contos da autora, que lerei em outra oportunidade.

Eu gostei muito da história e quero agora assistir algumas versões adaptadas em filmes e entrar um pouco mais na mente louca do Dr. Frankenstein.

Beijos e até a próxima!

2 Comentários

  1. Post muito bom, intriga sem revelar, ao mesmo tempo que indica, para aqueles que só conhecem a obra na versão cinematográfica, que a literária pode ter um enfoque diferente.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário se gostou da postagem. Se não gostou, também pode deixar...