Sabe quando você para e percebe que não é mais como antes? Se dá conta que tem que ser um pouco mais persistente? Só que não entende o porquê da mudança e às vezes se pega tentando adivinhar se o sentimento do outro é real ou ilusório.

Então você toma consciência que tem que se situar de que nada é definitivo. Tudo muda, se transforma, se destrói e se recria. Só que por vezes é difícil aceitar que você não tem mais a importância que tinha antes, pois as atitudes do outro estão fazendo com que você pense isso. A pessoa pode dizer que está tudo igual, que nada mudou, mas não é isso que você sente.

Existem situações que a vida nos coloca que, de início, te põe nas nuvens e fazem você se sentir a pessoa mais querida do mundo porém, conforme o tempo vai passando, vai te mostrando que pode não ser bem assim. Será problema de falta de diálogo ou será mesmo que está tudo errado? O amor erra? Será mesmo amor?

E uma relação que você começa a questionar se está valendo a pena, pode não ser o ideal na sua vida. Por mais amor que sinta, se está te causando algo de desconfortável, tem que ser revista e muito bem conversada, para que nenhum dos lados saia machucado poiscada vez que nos calamos, podemos estar plantando mágoas para a outra pessoa colher mais tarde.

TÍTULO ORIGINAL: The Crow
AUTOR: James O'Barr
EDITORA: Darkside
ANO DE LANÇAMENTO: 2018
NÚMERO DE PÁGINAS: 272

SINOPSEA morte nem sempre é o fim. Em comemoração aos trinta anos de sua primeira aparição (na revista DeadWorld), O Corvo retoma sua trilha de sangue e vingança. O personagem cult que atravessou as fronteiras dos quadrinhos independentes, e foi imortalizado no último filme com Brandon Lee, acaba de ganhar sua Edição Definitiva pela DarkSide® Graphic Novel. 
Prepare-se para voltar aos becos sombrios dos anos 1980 e acompanhar a história de Eric Draven, misto de anjo vingador e anti-herói, que não descansará enquanto os assassinos de sua amada Shelley continuarem vivos.



Olá pessoal! Hoje trouxe um história em quadrinhos que, particularmente, achei pesada, e apenas OK. Tudo bem que é um clássico, mas talvez eu precise relê-la para ver se gosto mais. Por enquanto posso classificá-la como violenta, dramática e, acreditem, poética.

Criada em 1981, essa HQ conta a história de Eric Draven, que volta dos mortos para vingar a morte de sua noiva, Shelley. Um corvo o ressuscita, o pássaro símbolo do azar, do mau agouro e da morte, e o auxilia a eliminar um por um dos envolvidos no crime.

Extremamente violento. Talvez por isso não tenha me agradado tanto. O que compensou foi a edição linda da Darkside, com ilustrações belíssimas no final do livro.




Alguém assistiu ao filme estrelado por Brandon Lee? Eu ainda não, mas pretendo.




É uma história que, apesar de violenta, se origina do amor de Eric por Shelley, e isso me agradou também, então, recomendo a leitura dessa HQ.

Beijos e até a próxima!!!!

TÍTULO ORIGINAL: The Story of Us
AUTORA: Dani Atkins
GÊNERO: Romance
EDITORA: Arqueiro
ANO DE LANÇAMENTO: 2016
NÚMERO DE PÁGINAS: 352

SINOPSE: Emma tem 27 anos, é linda e inteligente e vive cercada de pessoas que ama. Prestes a se casar com Richard, seu namorado desde a época de escola, ela não poderia estar mais empolgada. 
Mas o que deveria ser o momento mais feliz de sua vida de repente vira uma tragédia. Emma sofre um acidente e é salva por um estranho minutos antes que o carro em que ela viajava explodisse. 
Abalada, ela decide adiar o casamento. E nesse meio-tempo descobre segredos que a fazem questionar as pessoas nas quais sempre confiara a ponto de duvidar se deve se casar afinal. 
Para complicar, ela se sente cada vez mais ligada a Jack, o homem que a salvou e que não sai da sua cabeça. Jack é lindo, gentil e divertido, de um jeito diferente de todos que ela já conheceu. Por outro lado, é Richard quem ela sempre amou... 
Uma mulher, dois homens, tantos destinos possíveis. Como essa história vai terminar?




Olá pessoal! Ganhei esse livro em 2016 da minha amiga Vivi, de aniversário, e desde então ele estava na minha estante sem mexer (não foi descaso viu, amiga?). Demorei tanto porque acho que não estava na vibe, pois achei que seria tão triste quanto Uma Curva no Tempo, da mesma autora (que por sinal eu amei!).

Nesse livro temos a história de Emma, uma mulher que está prestes a se casar com Richard, seu amor desde sempre e, na volta de sua despedida de solteira, com suas duas melhores amigas, Caroline e Amy, sofre um terrível acidente. E é aí que aparece Jack, um desconhecido americano, e salva Emma da morte. Só que uma de suas amigas acaba não resistindo... E aí que Emma decide por adiar seu casamento, e começa a rever e questionar seus sentimentos. E para piorar, segredos do passado são revelados, fazendo com que ela se aproxime ainda mais de Jack, aumentando seu vínculo com ele.

A narrativa alterna passado e presente, contados por Emma. As seis partes que falam sobre o presente, intituladas de O fim, nos remetem ao misterioso final, que é o clímax da história.




O romance é intenso e envolvente, com uma pitada de drama, falando sobre amizade verdadeira, triângulos amorosos e traições. Esses últimos temas, que apesar de clichês, foram abordados de uma maneira pouco comum, e até surpreendente, tornando a história menos cansativa.

Assim como no outro livro da autora, o desfecho foi bem conduzido, mas confesso que tive que voltar e reler todas as seis partes onde Emma narra o presente para realmente entender o que havia acontecido. E assim, lágrimas foram arrancadas de mim... rsrsrs

Não me arrependi de te-lo finamente escolhido. A autora mais uma vez me emocionou, apesar de essa história não superar Uma Curva no Tempo. Acho que vai ser difícil isso acontecer.

Beijos e até a próxima!!!!