O CORAÇÃO DELATOR - 1843














Oi pessoal! Mais um domingo com Edgar! (rs) Cada vez que avanço um conto nesse livro, vou gostando mais e mais do autor e notando os pontos comuns em seus contos. O conto de hoje é o último da sequência do livro chamada "Narradores Homicidas".

Em O Coração Delator temos um narrador que quer, de qualquer maneira, demonstrar que não é louco. Ele conta a história de uma ideia que surgiu em sua mente e passou a assombrá-lo dia e noite. De alguma maneira, apesar de amá-lo, ele queria matar "o velho". Supõe-se que "o velho" seja alguém de que ele cuidava mas cujo olho, com catarata, o perturbava e o enchia de fúria.

Então, passou sete dias tendo os maiores cuidados com o velho, visitando-o, sorrateiramente, todas as noites. Em sua mente, em algum momento dessas visitas noturnas, ele acreditava que veria os olhos do velho e então chegaria a hora de acabar com ele. Até que, na oitava noite, o velho acorda com o barulho de seu enfermeiro na fresta da porta o que o faz ficar apavorado a ponto de, em sua loucura, o narrador ouvir as batidas do coração de seu amo, e isso o foi deixando cada vez mais nervoso até que ele entrou no quarto e cometeu uma grande loucura.




Em várias resenhas li a comparação deste conto com O Gato Preto. Realmente vemos a semelhança nos aspectos da loucura de seus narradores, que manipula suas mentes para cometer atos insanos. Em ambos os contos, aliás, em todos os contos de Poe que li até agora, os aspectos psicológicos dos personagens são o destaque.. 

Abaixo, uma adaptação do conto. Tem spoiler, portanto, se não quiserem saber o final, não assistam. O que posso dizer é que, como nós, o narrador acha que não é louco.




Beijos e até o próximo conto!!!!





Oi Pessoal! Faz um tempo que não respondo TAGs e vi essa no blog Simplesmente Criativa e achei interessante. Gosto dessas bobagens de responder perguntas... rsrsrs... Vamos lá!



E Se Eu Perguntasse...

1- Você tem alguma mania? Qual?
Enrolar uma mecha do cabelo

2- Você cumprimenta estranhos na rua?
Não

3- Quem faz os serviços domésticos na sua casa?
Minha ajudante que vai uma vez por semana

4- Você acha que às vezes acaba comprando produtos sem necessidade?
Sim... 


5- Você fuma?
Não. Detesto cigarro.

6- Quantas pessoas moram na mesma casa que você?
Duas. Meu marido e meu filho. Tenho um cachorro também.


7- Você tem medo de envelhecer?
Não. Só quero envelhecer com saúde.

8- Você usa maquiagem vencida?
Nããããão!!!!

9- Qual a sua prioridade na vida?
Tudo que diz respeito a meu filho.

10- Você joga lixo na rua?
De jeito nenhum.


11- Você está lendo algum livro? Qual?
No momento, estou lendo O Menino Feito de Blocos.


12- Com que frequência você faz as unhas?
Uma vez por semana. Ou mais se o esmalte começa a descascar muito cedo rsrsrs

13- Você usa hidratante para o rosto? Qual?
Sim... agora não lembro o nome...


14- Quais os itens de maquiagem que você usa no dia a dia?
BB Cream, batom e lápis de olho


15- Qual câmera você usa para gravar seus vídeos?
Do celular.

16- Qual seu cheiro agora?
Putz... não estou fedida, então acho que deve estar cheirando meu perfume, mas eu não sinto.


17- Você acha que os produtos caros são sempre os melhores?
Nem sempre.

18- Ao sair de um supermercado você percebe que o caixa lhe deu R$ 50 a mais no troco. Você volta e devolve o dinheiro?
Lógico.

19- No ônibus ou em fila de banco, você dá lugar para os idosos?
Sim.

20- Você é uma pessoa sociável?
Não. kkkkkkkkkkkk


21- Seu celular está sempre com créditos?
O meu é pós pago rsrsrs


22- Caso fosse fazer uma cirurgia plástica, o que você mudaria?
Tiraria o culote e aumentaria a bunda kkkkk

23- Sua melhor amiga está sendo traída pelo marido ou namorado. Você contaria caso você soubesse?
Hummmm, perguntinha difícil... acho que não falaria diretamente, primeiro daria umas indiretas...


24- Você comete algum dos pecados capitais? Qual?
Sim. Gula rsrsrs


25- Você é feliz?
Muito!!!!!! 


26- Você é uma pessoa vingativa?
Não.


27- Já se sentiu evitado por uma ou mais pessoas em algum momento da vida?
Milhões de vezes. E olha, é péssimo!


28- Você acredita que as pessoas mudam?
Não. Recentemente reencontrei alguém que não via há 20 anos e pude constatar que continua a mesma coisa.


29- Você gosta de ser visitada com frequência?
Sim. Mas ninguém me visita... :(

30- Tem gente que diz que o YouTube é coisa de gente que não tem o que fazer. O que você acha disso?
Cada um com suas preferências. Não tenho essa opinião não.

Podem ficar à vontade para responder!!! Comentem se há alguma semelhança entre nós!

Beijos e até a próxima!!!

TÍTULO ORIGINAL: A Boy Made of Blocks
AUTOR: Keith Stuart
GÊNERO: Romance
EDITORA: Record
ANO DE LANÇAMENTO: 2016
NÚMERO DE PÁGINAS: 378

SINOPSEUma história sobre um pai e seu filho autista, e sobre um jogo que mudou suas vidas. Alex ama sua família, mas tem dificuldade em se conectar com Sam, o filho autista de oito anos. A tensão crescente da rotina leva seu casamento ao ponto de ruptura. Jody não aguenta mais o marido ausente e que pouco participa da vida do filho. Então Alex vai morar com o melhor amigo, e passa a dormir no colchão inflável mais desconfortável do mundo. Enquanto Alex enfrenta a vida de homem separado, cumpre a função de pai em meio-expediente e é confrontado com segredos de família há muito enterrados, seu filho começa a jogar Minecraft. E o que acontece depois disso é algo que nem Alex, nem Jody, nem Sam poderiam imaginar. Inspirado no relacionamento do autor com seu filho autista, O Menino Feito de Blocos é um livro emocionante, engraçado e verdadeiro sobre o poder da diferença e sobre um menino para lá de especial.



Oi pessoal! Resolvi mudar um pouco o gênero, pois vinha lendo muitos suspenses e thrillers seguidos e não me arrependi nem um pouco de ter escolhido O Menino Feito de Blocos. Entrei em um universo totalmente desconhecido para mim e terminei esse livro muito mais leve e entendendo um pouco sobre o que é o autismo.

Alex é uma pessoa que sofre muito por ter perdido seu irmão quando criança e por se sentir culpado pela sua morte. E essa culpa acaba interferindo em seu relacionamento com seu filho Sam, diagnosticado como autista de alto grau. Por não conseguir enfrentar as atitudes do filho pelas suas mínimas insatisfações e medos, ele acabou mergulhando de cabeça em seu trabalho, uma maneira de se manter afastado deixando a esposa, Jody, sobrecarregada na luta diária com Sam. E é lógico que isso culmina em uma separação "temporária" dos dois, proposta por Jody. Com isso, Alex vai morar com seu amigo Dan, solteirão, que tem uma vida confortável e completamente diferente da de Alex.




E com esse distanciamento da sua casa, o maior desafio de Alex está em começar a entender seu filho, e como lidar com ele, pois somente isso o fará se reaproximar de Jody novamente. Mas, se desgraça pouca é bobagem, algo acontece na vida de Alex que o faz com que fique a maior parte de seu tempo no apartamento do amigo e com isso, descobre, em um jogo de Xbox, um aliado fortíssimo na aproximação com Sam, o Minecraft. E nesse envolvimento, Sam começa a vencer seus medos e demonstrar uma inteligência fora do comum.

Eu realmente AMEI esse livro. Com leveza e bom humor, o autor, que tem um filho autista, construiu maravilhosamente o envolvimento de Alex e Sam, demonstrando um pouco do que é ser autista e do modo que eles tem de sentir o mundo. Daí você percebe o quão bobos, nós, os não autistas, somos. Eles tem uma sensibilidade um milhão de vezes maior que nós, os ditos, NORMAIS. Normais em que sentido??? (fica a pergunta)

O fechamento da história nos deixa uma mensagem de superação, de amor e de amizade verdadeira. Eu gostaria de uma amizade assim como a de Dan e Alex.

Livro mais do que recomendado! Uma leitura que nos mostra, com bom humor e emoção, que a vida deve ser vivida com leveza.

Beijos e até a próxima!!!!