O GATO PRETO - 1843














Olá pessoal! Mais um conto da série sobre Poe aqui no blog. A cada conto que leio me aterrorizo mais rsrsrs. Eu gostaria de ter mais sensibilidade para desenrolar sobre todos os simbolismos que cercam esse conto, que faz parte do grupo de contos do livro chamado "Narradores Homicidas".

O conto nos fala sobre um homem apaixonado por animais, tendo vários em casa dentre eles, o preferido, o gato preto chamado Plutão. Porém, devido ao abuso do álcool, todos esse amor pelo gato se transforma em perversidade, o que o leva a enforcar a criatura.

Então, movido pelo remorso, ele fica a procura de um novo animal e eis que certa noite, ele se depara com um gato preto, surgido em cima de um de seus barris de bebida. O gato era exatamente igual à Plutão, a não ser por uma mancha branca, em formato de forca, em seu peito.

De início, seu afeto pelo animal, que o persegue noite e dia, era grande entretanto, após certo tempo, aquele sentimento de ódio pelo animal voltou...




Nesse conto percebemos o quanto perturbado é o protagonista, que vai de um extremo a outro não só devido ao uso do álcool, mas também pelos sentimentos que despertam nele por causa de seus atos atrozes. Me senti extremamente agoniada com esse conto pois Poe não economiza em atos violentos, MUITO violentos. Senti raiva desse homem também e fiquei aliviada quando, em certo momento ele nos conta, que foi condenado.

Confesso que estou descobrindo algo muito mais sensacional do que eu esperava com esse livro. Poe consegue mexer no íntimo do leitor. Esse é o quarto conto que leio e o sentimento que eu tinha antes de começar a ler esse livro, que era o de que eu o abandonaria pela metade, sumiu de vez. Eu não vou sossegar enquanto não acabá-lo!

Eu encontrei no You Tube uma adaptação do conto. Deixo abaixo se tiverem curiosidade de assistir.




Beijos e até o próximo conto!!!!




4 Comentários

  1. Olá, tudo bem? Não sabia do que se tratava esse livro, mas pelo o que você disse do conto parece ser ótimo e de dar medo, hahaha. Adorei o post!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Larissa,
      todos os contos que li até agora são excelentes! E bem reflexivos! Estou adorando!
      bjs

      Excluir
  2. Oi, Renata!

    Nunca li nada do Edgar Ellan Poe, apesar de já ter ouvido muitas coisas positivas a respeito dele. Até um tempo atrás eu tinha certo preconceito com contos/livros de terror, mas tenho mudado essa perspectiva. E a capa do livro é linda!

    Beijos,
    Isadora.
    http://viciadas-em-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi xará!!! Para mim foi uma novidade também, que me surpreendeu muito, pois é um terror cheio de psicologia, mostrando os piores lados do ser humano!
      bjs

      Excluir

Deixe seu comentário se gostou da postagem. Se não gostou, também pode deixar...