Oiiiii! Depois de um tempão sem publicar nada sobre leituras (sem ser contos) volto com um livro maravilhoso, estupendo, que comprei por recomendação de uma pessoa estranha que estava ao meu lado na livraria olhando as prateleiras (quem nunca fez isso???) que, quando li a sinopse fiquei muito interessada, só que naquela hora não levei porque custava 69,90, que decepção... Depois, fiquei dias a fio pesquisando os preços na internet e finalmente achei no site da Amazon (glória!!!) por 32,90!!!!! Imaginem minha alegria!!!! Coloquei-o como meta de leitura no Skoob, apesar de não segui-la totalmente, e ele ficou na minha estante pelo menos uns 6 meses, até tomar coragem para começá-lo pois ele é um livro grosso e eu tinha absoluta certeza de que eu demoraria muito para ler (demorei 13 dias).

TÍTULO ORIGINAL: The Physician
AUTOR: Noah Gordon
GÊNERO: Romance
EDITORA: Rocco
ANO DE LANÇAMENTO: 1986
NÚMERO DE PÁGINAS: 590

SINOPSE: Na Inglaterra, o ano de 1021 parece ter recebido as bençãos de Satã. As colheitas se perderam devido às geadas, os rios ficaram congelados, as chuvas foram abundantes e as enchentes no Tâmisa trouxeram destruição e morte. Rob Cole ficou órfão de pai e mãe com dois irmãos pequenos para criar: William, de seis e Anne Mary, de quatro. Lutando para sobreviver, torna-se aprendiz de um barbeiro cirurgião amoral por excelência, e se faz charlatão, apregoando aos quatro cantos as qualidades suspeitas de um elixir, panaceia universal. Apaixonando-se pela medicina, embarca para a Pérsia, onde aquela ciência ensaiava seus primeiros passos. Lá encontra o lendário médico Avicenna e esposa, com quem comete adultério. Uma vida aventureira. Mas delicada de corpo e alma a um ideal: o saber e o bem da humanidade.
Noah Gordon, o autor de alguns dos mais importantes best-sellers da última década nos Estados Unidos, escolheu para herói de seu último romance - e primeiro a ser aqui lançado - um homem cuja ambição de vencer a morte e doença o leva da brutalidade e ignorância do século XI na Europa à turbulência sensual e ao explendor do Oriente.
Unindo História e Imaginação, O Físico é uma narrativa empolgante, na qual o autor conta os primeiros tempos de um ciência essencial para o futuro do homem.


Antes de iniciar o texto: vamos parar com essa polêmica da tradução do título que está errada. Deveria ser O Médico, Ok, mas e daí? O que importa é o conteúdo.... agora vamos...

Posso dizer que esse livro se tornou o meu preferido da vida, como dizem por aí. Com muitos elementos misturados: romance, aventura, sensualidade, fatos históricos, fantasia (dito pelo próprio autor, que diz que somente dois personagens existiram realmente), até um pouco de sobrenatural (a capacidade de Rob de "sentir"), mais o cenário em que passa, faz dele uma obra esplêndida, que precisa ser lida um dia por todas as pessoas. Não sei se esse livro é leitura obrigatória no curso de medicina, mas deveria ser.

O livro tem como foco principal o amor e a devoção de Rob J. pela medicina, que chega a ser considerada por sua esposa como "sua maior rival". Mostra como era exercer essa profissão na Idade Média, quando ela ainda engatinhava e não existiam elementos suficientes para realmente se curar as doenças. Mostra todas as loucuras feitas pelo protagonista e tudo o que ele teve de abrir mão para conseguir exercê-la.

Eu fiquei apaixonada por Robert Jeremy Cole, que, na minha imaginação deveria ser lindo (mesmo de nariz quebrado, aliás esse era todo o charme)!

O filme com a adaptação do livro foi lançado em 2014 e eu PRECISO assistir! Segue o trailer que, para mim, já foi o suficiente para escapar umas lágrimas....




Leitura mais do que recomendada, obrigatória!

Beijos e até o próximo post!

Um Comentário

  1. Oii!
    Fiquei curiosa com essa resenha hein. O filme parece
    bem interessante. Nunca tinha ouvido falar nessa obra.

    Beijinhos,
    Sala de Leitura

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário se gostou da postagem. Se não gostou, também pode deixar...