TÍTULO ORIGINAL: And Then There Were None
AUTORA: Agatha Christie
GÊNERO: Suspense
EDITORA: Globo Livros
ANO DE LANÇAMENTO: essa edição é de 2009 mas o livro é de 1939
NÚMERO DE PÁGINAS: 400

SINOPSE: Uma ilha misteriosa, um poema infantil, dez soldadinhos de porcelana e muito suspense são os ingredientes com que Agatha Christie constrói seus romance mais importante. Na ilha do Soldado, antiga propriedade de um milionário norte-americano, dez pessoas sem nenhuma ligação aparente são confrontadas por uma voz misteriosa com fatos marcantes de seus passados.
Convidados pelo misterioso Mr. Owen, nenhum dos presentes tem muita certeza de por que estão ali, a despeito de conjecturas pouco convincentes que os leva a crer que passariam um agradável período de descanso em mordomia. Entretanto, já na primeira noite, o mistério e o suspense se abatem sobre eles e, num instante, todos são suspeitos, todos são vítimas e todos são culpados.


Olá pessoal! Haviam me dito que Agatha Christie era viciante e eu não tinha acreditado, mas agora dou minha mão à palmatória porque ela é sim! Fiquei acordada até altas horas para terminar esse livro pois eu não conseguiria dormir em paz se não fosse até o fim.

No começo, somos apresentados aos dez personagens que foram convidados a comparecer à Ilha do Soldado, que são: Emily Brent, Phillip Lombard, Vera Claythorne, Mr. Blore, Antony Marston, Dr. Armstrong, General Macarthur, Juiz Wargrave e o casal Mr e Mrs. Rogers. Há boatos de que a casa para a qual foram convidados seja de uma estrela de Hollywood porém, quando essas pessoas se encontram, percebem que isso não é verdade pois ali, ninguém se parece com amigos de pessoas famosas.

Conforme o tempo passa, as pessoas vão percebendo a esquisitice daquela situação até que, após o jantar do primeiro dia, eles são surpreendidos por uma voz que os acusa cada um de ter cometido um crime. A partir daí, começam as mortes misteriosas de um por um, e junto, o sumiço dos soldadinhos que estão em cima da mesa.

"Dez soldadinhos saem para jantar, a fome os move; um deles se engasgou, e então sobraram nove."




Esse livro, originalmente, se chamava O Caso dos Dez Negrinhos, que tinha relação com a canção folclórica inglesa homônima mas, essa edição foi lançada "politicamente correta" onde o título foi alterado além do nome da ilha que era Ilha do Negro na versão original.

A trama te envolve do início ao fim. Fiquei tentando montar o quebra cabeça, elaborei algumas teorias, mas não acertei o final. A autora não deixa nenhum fio solto para que você chegue a nenhuma conclusão. Só descobrimos tudo o que aconteceu realmente no último capítulo do livro e o desfecho é surpreendente.

"Um soldadinho fica sozinho, só resta um; ele se enforcou, e não sobrou nenhum."

Recomendo muito essa leitura: rápida, simples e cheia de mistério!

Beijos e até a próxima!!!

4 Comentários

  1. Oi Rê!
    Realmente falam que vicia mesmo hahaha Eu não tenho nenhum livro dela, mas acho que já vou pegar uns emprestados da Paola (colaboradora do blog). Ela adora!
    Gostei bastante de saber mais sobre essa história :)
    Beijos!

    Books & Impressions

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raíssa, é muito bom. Pegue emprestado sim que não vai se arrepender!
      Bjs

      Excluir
  2. Oi Rê!!!
    Fiquei super feliz com sua resenha! Te falei que Agatha é demais ;)
    Eu adoro esse livro, para mim é um dos melhores dela!
    Beijinho

    EVENTUAL OBRA DE FICÇÃO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ro, só li dois até agora é esse foi o melhor.
      Bjs

      Excluir

Deixe seu comentário se gostou da postagem. Se não gostou, também pode deixar...